quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Entre o céu e o inferno

É do alto dos 37 andares do edifício Copan que grupo de monges budistas busca o sossego


Assista o vídeo aqui!

É do alto dos 37 andares do edifício Copan, no centro de São Paulo, que esse grupo de monges zen-budistas busca o sossego. “Dali de cima você tem uma vista de 360o de prédios a perder de vista”, diz o monge Bruno Mitih, do templo Busshinji, no bairro da Liberdade. “Muita gente imagina que a meditação tem que ser feita em um lugar tranquilo. Mas, na nossa realidade, a verdadeira forma de praticar a meditação é com a cidade”, acrescenta. O retiro perto das nuvens acontece mensalmente há dois anos. Toda terceira sexta-feira do mês o grupo sobe ao heliporto do prédio às sete e meia da manhã e fica em silêncio por ali durante uma hora e meia. Um silêncio que a cidade insiste em interromper.

Fonte

3 comentários:

Patrícia Melo disse...

Com a prática regular de meditação e/ou yoga, a mente se acalma e as emoções equilibram-se, permanecendo estáveis mesmo durante as influências externas.
Namastê.

rosana disse...

Muito inspirador.
Quem sabe novos grupos se encoragem.

Gasshô.
Rosana.

sebastianvalle disse...

Conheci o Sensei Handa quando ele foi ao Rio de Janeiro e me pareceu uma pessoa extraordinária.
Este blog é ótimo. Linkado ao meu de hoje em diante:
http://sebastianvalle.wordpress.com/2010/09/08/as-sensacoes-no-budismo-1-de-3/

Obrigado!