terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Onde está o guarda-chuva?


Ao cabo de dez anos de aprendizagem, Zenno achava que já podia ser elevado à categoria de mestre zen. Em um dia chuvoso, foi visitar o famoso professor Nan-in.

Ao entrar na casa de Nan-in, este perguntou:

- Você deixou o seu guarda-chuva e os seus sapatos do lado de fora?
- Evidente – respondeu Zenno. – É o que manda a boa educação. Eu agiria assim em qualquer lugar.
- Então me diga: você colocou o guarda-chuva do lado direito ou do lado esquerdo dos seus sapatos?
- Não tenho a menor idéia, mestre.
- O zen budismo é a arte da consciência total do que fazemos – disse Nan-in.

A falta de atenção nos pequenos detalhes pode destruir por completo a vida de um homem. Um pai que sai correndo de casa, nunca pode esquecer um punhal ao alcance do seu filho pequeno. Um samurai que não olha todos os dias a sua espada, terminará encontrando-a enferrujada quando mais precisar dela. Um jovem que esquece de dar flores a sua amada, vai acabar por perdê-la.

E Zenno compreendeu que, embora conhecesse bem as técnicas zen do mundo espiritual, havia se esquecido de aplicá-las no mundo dos homens.

8 comentários:

Anônimo disse...

Isto me fez pensar e lembrar... que muitos detalhes no dia-à-dia é que fazem a diferença entre pessoas que náo dáo 'a mínima'atençáo nem à si mesmos!Imagine como essa pessoa age e é com as pessoas ao seu redor...
Quando Vc vê uma flor nova naquela plantinha que quase morria na semana passada, sabe porquê a flor veio alí? Porquê Vc se pensou nela alguns momentos, um dia, uma semana.
A Vida é cheia de 'detalhes' táo maravilhosos e diminutos! Mas táo importantes...
Calunga

TON disse...

A própria vida é um detalhe, dentro do ciclo de nascimentos e mortes.

Maria João disse...

apeteceu-me sorrir:):)um abraço para todos os seres de todos os mundos!
Maria João

Déia Luz disse...

Este post, me faz pensar o quanto é essencial a atenção focada ao momento presente, as vezes agimos e executamos nossas atividades automaticamente e perdemos os detalhes que muitas vezes são de grande preciosidade!

Gasshô...
Andrea

cersar disse...

os detalhes são engolidos poe nossa ansiedade e desprezo, quamdo esquecidos aquilo que chamamos de pequeno, torne se gigantesco e caprichoso.

ॐ Patrícia Melo disse...

Na maior parte do tempo, a mente está ou no passado ou no futuro, menos no momento presente.
Adoro este blog, namastê! Gasshô!

J. Frederico Schmidt (Catador de histórias) disse...

Atenção aos pequenos detalhes.
Será que nesta vida de hoje é possível observar tudo?
Lógico que não.
Devemos nos esforçar para não deixar passar o essencial.
Não prestamos atenção como deveríamos. Será sempre uma busca.

sandra disse...

Minha avó dizia que omora nos detalhes,por isso preste muita atenção nos detalhes.concordo plenamente no que foi escrito,parabéns.
Sandra capote de britto