domingo, 20 de março de 2011

Deixe acontecer


Simplesmente espere e deixe as coisas acontecerem – não de acordo com você, mas de acordo com a própria existência. A existência não tem que estar de acordo com você; você é que tem que estar em sintonia com a existência, de acordo com ela. Esta é a única diferença entre o meditador e o não-meditador. O não-meditador quer que a existência esteja sempre de acordo com as suas idéias e naturalmente ele cai em estados miseráveis, porque a existência é grande demais; ela não consegue seguir as suas idéias, as suas preces, as suas expectativas, as suas exigências.


Taisen Deshimaru.

7 comentários:

Anônimo disse...

Gashô,seus textos são sempre repletos de sabedoria e luz.Parabéns continue assim que possamos atingir a mente altruísta do bodhichitta para o benefício de todos os seres sencientes.

Sandra Helena disse...

Que paz sentimos quando conseguimos fluir com a existência e não tentando existir sozinho.
Belo texto. Parabéns.
Sandra

rosana disse...

Quando um texto está completo qualquer palavra dita é excesso.

Muito grata
Gasshô
Rosana.

Leonardo B. disse...

[talvez que se torne mais universal substituir "a única diferença", por "primeira diferença" entre aquele que medita e aquele que passa por si sem se reparar... não será?]

Grato pela meditação,

Um imenso abraço,

Leonardo B.

Lady M disse...

Boa tarde, a postagem de hoje parece que veio diretamente para minha alma conturbada. O deixar acontecer chegou exatamente no momento de mais angustia que me encontro, e decidir deixar acontecer soltou algumas amarras dos pesos que me prendiam. Muito obrigada.

Um principiante, apenas isso. disse...

Aceitar. E só.

Rose Huppes disse...

Muitas vezes temos medo de nos olharmos e ralmente nos vermos. A meditação faz com que nós nos encontramos, e isso nos causa medo,então não deixamos acontecer.
O medo de nos mesmo é nosso maior obstáculo.