segunda-feira, 8 de novembro de 2010

O rio simplesmente corre


Sempre que o budismo se estabelece em uma nova terra verifica-se uma certa variação no estilo em que é seguido. O próprio Buda ensinou de maneiras diferentes de acordo com o lugar, a ocasião e a situação daqueles que o escutavam.

Do livro Palavras de Sabedoria, Dalai Lama.

6 comentários:

L. Janz disse...

Fato.

E os mestres aqui no Brasil (Lama Samten, Monja Coen, entre outros) tem realmente transformado a maneira de se transmitir e abordar os vários níveis de ensinamentos. Um mais criativo do que o outro! :D

rosana disse...

Peço sempre em minhas preces,
Para ser seixo em rio de corredeiras...

Gasshô.
Rosana.

Karina Aldrighis disse...

Sábias palavras!

Patrícia Melo disse...

Tem um selo para você em meu blog, espero que goste. Um abraço, namastê.

J. Frederico Schmidt disse...

Bela metáfora !
Na medida que evoluimos espiritualmente há necessidade de adaptação. Também devemos adaptar os ensinamentos conforme a cultura de um povo ou região. O importante é não perder a essência e sobretudo manter a humildade sabedores de nossa pequenez.

Rômulo Cézar Souza disse...

Adorei o blog. Parabéns.